Trilha do Mirante

Figura Verde Ícone Mirante

Figura Seta → laranja

Nível de dificuldade médio

Para acessar essa trilha é necessário percorrer a Trilha da Biquinha até a bifurcação existente nas coordenadas 301879E/7428167S a 1080 m de altitude ( 200 m antes do final da trilha). Nesse ponto tem inicio a trilha propriamente dita com 1500 metros de extensão com largura que varia entre quatro e oito metros. Seu término é no local denominado Miante ou Oservatório Astronômico Kiko de Metheo (coordenadas 301458E/7429480S) a 1185 m de altitude . Se levarmos em consideração o percurso total ( desde o inicio da Trila da Biquinha até o Mirante/Observatório) a distância total de 3,1 km ( ida e volta 6,2 km).

Essa trilha também é utilizada por técnicos de empresas que possuem torres de comunicação próximas ao Mirante. Essa trilha pode ser percorrida em um período de duração que varia entre quatro a cinco horas, com um médio grau de dificuldade, principalmente em virtude do gradiente altitudinal ( mais de 150 metros de amplitude ), não sendo aconselhável para visitantes da terceira idade ou pessoas com problemas físicos.

Atualmente é  utilizada quando a dinamização de processos erosivos , principalmente em virtude da gradiente altitudinal ( mais de 150 metro de amplitude),não sendo aconselhável para visitantes da terceira idade ou pessoas com problemas físicos.

Atualmente é utilizada para educação ambiental com escolas, onde pode ser observada a mudança de vegetação Mesófila Semidecídua para Mesófila Semidecídua de Altitude e também a presença de um agrupamento de espécies exóticas ( eucaliptos) com sub-bosque de espécies emergentes .

Há sérios problemas quando a dinamização de processos erosivos, principalmente em virtude da excessiva largura e solo exposto de trilha no ponto mais alto. como medida mitigadora dos processos erosivos, sugere-se a diminuição da largura do leito carroçável, com plantio de espécies endêmicas destes ambientes (altitude) e retificação dos ‘caminhos” dos cursos de águas pluviais.

Essa trilha pode ser percorrida em um período de duração que varia entre quatro e cinco horas, com um médio grau de dificuldade, principalmente em virtude do gradientes altitudinal ( mais de 400 metros de amplitude), Não sendo aconselhável para visitantes da terceira idade ou pessoas com problemas físicas. Atualmente é utilizada para educação ambiental com escolas, onde pode ser observada a mudança de vegetação Mesófila Semidacídua para Mesófila Semidecídua de Altitude e também a presença de um agrupamento de espécies exóticas ( eucaliptos) com sub-bosque de espécies emergentes.

Outros fator de interesse seria a utilização da edificação do observatório, atualmente abandonado, como mirante de observação para visitantes, pesquisadores e pelos guardas da Divisão Florestal. Uma vez que, o local oferece uma visão privilegiada de 360° de toda a Rebio, vista panorâmica da região de Valinhos /Campinas. Jundiaí, Serra dos Cristais, regão de Atibaia, Serra da Cantareira, Serra da Mantiqueira, além da região metropolitana de São Paulo. Atualmente, os visitantes tem apenas a vista parcial do município de Jundiaí, devido ao crescimento da vegetação circundante e pelo fato de prédio estar fechado. Seria necessário reformar o local, substituindo a parte metálica que se encontra deteriorada, por madeira ou outro material.

 

« trilha anterior  ~  próxima trilha »

Reserva Biológica da Serra do Japi.

⁂ Circuitos Visitáveis dentro da Reserva.

 

 


▲ voltar ao topo


Fundação Serra do Japi

Av. da Liberdade, s/nº – 8º andar ala norte - Jundiaí – SP
(Paço Municipal Nova Jundiaí)
☎ +55 11 4589-8445

Av. Brazil Tãmega s/nº - Jundiaí – SP
(Base Ecológica da Serra do Japi)
☎ +55 11 3317-5058

*Para informações sobre visitas monitoradas (Projeto Nossa Serra) nos finais de semana e feriados ligar para:

☎ +55 11 4589-8566


Fundação Serra do Japi | Desenvolvido por CIJUN