Trilha do Trial

Figura Seta → laranja

Nível de dificuldade médio

Essa trilha te, inicio no portão de ferro situado no acesso asfaltado do loteamento Serra da Ermida, próxima á Represa do DAE (coordenadas 298828E/7429988S) a 900 m de altitude, com 1300 metros de extensão e três metros de largura em média, com término na bifurcação da Trilha das Bromélias/Hortência com a Trilha das Jabuticabeiras (coordenadas 299047/7428494S) a 1000 m de altitude. Encontra-se abandonada, com pontes e pinguelas parcialmente destruídas pela correnteza do Córrego do Padre Simplicio ( antigo proprietário dessa área no século XIX) que margeia praticamente toda a trilha.

Nessa trilha existe uma corredeira denominada Trial (termo derivado da modalidade motociclística) localizada nas coordenadas 298999E/7429373S a 930 m de altitude que por consequência de forte enchente ocorrida em 1982, desviou o curso d’agua para o leito carroçável, erodindo completamente o solo e formando uma cascata, que com o passar dos anos se integrou á paisagem local, mas que impossibilita a recuperação do leito da trilha.

Essa trilha é utilizada atualmente, pelo Programa de Visitas Monitoradas, sendo o percurso autorizado desde a entrada do Posto Avançado 11, subindo pela esteada asfaltada que dá acesso ao loteamento Serra da Ermida, entrando, pelo portão citado até até a corredeira do Trial. Ela é denominada E1 pelo Programa de Visitas Monitoradas, encontra-se fora da área da Rebio. Atualmente, é permitida a entrada de quinze visitantes mais um monitor por vez e a caminhada dura cerca de 4 horas.

A trilha pode ser considerada como um grau de dificuldade baixo, e contém importantes atributos históricos e paisagísticos como a vista panorâmica da antiga fazenda de café com casarão do século XIX ( Fazenda Ribeirão), a grande variedade de espécies . A área da antiga cascalheira encontra-se em recuperação com o plantio de variedade de especies. A área da antiga cascalheira encontra-se em recuperação com o plantio de várias espécies nativas, a vista panorâmica da cidade de Itupeva e arredores, a vista parcial de uma grande corredeira, a visão da represa do DAE (antigamente Jundiaí era abastecida por essa represa, formada pelos córrego do Padre Simplício e do Garcia), a trilha em áreas de mata ciliar, os lajedos rochosos com espécies xerófilas , e finilzando na corredeiras acima citada (Trial).

Sugere-se a construção de passarelas suspensas em duas travessias sobre o Córrego do padre Simplício, anteriores a corredeira do trial, facilitando assim a passagem de visitantes de terceira idade e de pessoas com dificuldade físicas. A adequação do acesso ás piscinas naturais da referida cascata também é necessária.

Essa trilha poderia ser utilizada pelo programa de Monitores para desafogar as visitas dentro da Rebio, uma vez que seu principal atrativo, a cachoeira, está dos limites da Rebio.

 

« página anterior  ~  voltar ao início ↺

Reserva Biológica da Serra do Japi.

⁂ Circuitos Visitáveis dentro da Reserva.

 

 


▲ voltar ao topo


Fundação Serra do Japi

Avenida da Liberdade, s/nº – 8º andar ala norte - Jundiaí – SP
(Paço Municipal Nova Jundiaí)
☎ +55 11 4589-8445

Avenida Brazil Tãmega s/nº - Jundiaí – SP
(Base Ecológica da Serra do Japi)
☎ +55 11 3317-5058

*Para informações sobre visitas monitoradas (Projeto Nossa Serra) nos finais de semana e feriados ligar para:

☎ +55 11 4589-8566


Fundação Serra do Japi | Desenvolvido por CIJUN